Exames direcionados para estudo de endometriose

Por: Dra Nathalia Simi em

Dor pélvica crônica feminina é uma doença debilitante e de alta prevalência, com grande impacto na qualidade de vida e produtividade, além de custos significantes para os serviços de saúde. Uma das principais causas de dor pélvica crônica é a endometriose, doença que acomete cerca de 10% das mulheres na idade fértil. A etiopatogenia desta doença é explicada pelas células endometriais que deveriam ficar apenas na cavidade uterina e acabam acometendo o peritônio através das trompas, dando origem à um tecido fibroaderencial retrátil que promove aderências e retrações dos órgãos da cavidade pélvica e reduz a sua mobilidade, causando sintomatologia como cólicas, constipação intestinal e dificuldade urinária, particularmente no período menstrual. Os exames de imagens tem alta sensibilidade e especificidade para diagnóstico precoce de endometriose incipiente, sendo a ressonância magnética da pelve com preparo intestinal um dos melhores exames para esta avaliação e pronto diagnóstico, facilitando a avaliação e instituição terapêutica o mais breve possível para controle da sintomatologia.

 

Dra Nathalia Simi

Médica radiologista

CRM-MT: 7626